quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Você empresta seus livros?


Emprestar livros é algo muito complicado, pelo menos pra mim. Pra você, também? Porque, veja bem, você lê um livro fantástico. Sim, o livro é demais e você quer divulgar esse livro com todos os seus pulmões, porque você quer conversar com alguém que também tenha lido para debater a história, os personagens, continuações, teorias etc.
Então, você começa a falar para os seus amigos sobre esse livro, e é aí que acontece o pequeno “problema” para os bookaholics.
— Oi, você já leu aquele livro “X”?
— Não. É bom?
— Nossa, é demais. Você TEM que ler! O livro tem ação, suspense e até uma pitada de romance, e o personagem principal é o cara!
— Ah, fiquei interessado, me empresta?
— …. — *cri-cri cri-cri*

Pois é, e agora? Por mais que você queira que seu amigo leia o livro que você indicou, no fundo, você não quer emprestar seu exemplar. Eu sei que não, e isso não é porque você é uma pessoa egoísta. Isso é porque você, assim como eu, é um(a) bookaholic psicopata por seus livros.
Porque, convenhamos, aquele seu amigo pode até ser bacana e tudo mais. Mas ele não é bookaholic como você. Então, sempre rolam aquele receio e as dúvidas: e se ele não cuidar bem do seu livro? E se voltar com marca de café? Orelhas nas folhas? Ou pior, e se ele não devolver ou perder?
Mas aí, como não sabemos dizer não para nossos amigos, acabamos emprestando. E rezamos para ele voltar da mesma forma como entregamos. Ou então, se ele nem é um amigo assim tão próximo, a gente enrola ele com alguma desculpa do tipo: “minha irmã emprestou pra amiga dela”, “minha mãe está lendo agora” ou “já emprestei pra um amigo”.
Esse post é só pra dizer que não só entendemos, mas também compartilhamos seu receio de emprestar livros. Afinal, não sabemos como irão cuidar do nosso exemplar, pois nem todos os nossos amigos têm aquele cuidado especial que nós temos com os livros.  

Quem produziu esse texto foi a Fracky: http://www.fracky.com.br/

3 comentários:

jefhcardoso disse...

Eu diria mais à Fracky: Ninguém cuida de nossos livros como nós. Não adianta. E livro não se empresta. Já dizia vovó.
Bem, mas é impossível negarmos sempre. Sendo assim, criei um método razoável. Não empresto. Eu troco por empréstimo. Ou seja, durante a conversa eu descubro se a pessoa possui algum livro que me interesse; então eu proponho a troca para leitura. Tem funcionado.
Abraço, Maurício!

Marli Reis disse...

Como é que o "jefhcardoso" fez meu comentário?! rs
Abração!

Marli Reis

Interdidática disse...

Olá, gostaríamos de convida-lo para participar da Interdidática. Nós promovemos a formação continuada de professores e educadores com o objetivo de alcançar um ensino de qualidade.
Nos conheça melhor através do site www.interdidatica.com.br e acesse nossas redes sociais.
Twitter: @interdidatica
Orkut: http://migre.me/14eZ7 e comunidade http://migre.me/Xjow
Facebook: http://migre.me/14eZG e grupo http://migre.me/141t4
Blog: http://www.interdidatica.com.br/blog/

Abraços
Equipe Interdidática